Chama olímpica chega ao Japão

Um avião especial transportando a chama aterrissou na Base de Matsushima da Força Aérea de Autodefesa do Japão em Miyagi

Chama olímpica1
A chama olímpica para os Jogos de Tóquio 2020 chegou ao Japão nesta sexta-feira (20) em uma base aérea no nordeste do Japão face à pandemia de coronavírus.

Em meio a crescentes preocupações entre atletas de todo o mundo de que os Jogos de Verão podem correr o risco de adiamento ou cancelamento, a etapa do revezamento de tocha japonês, com o conceito “Hope Lights Our Way” (Esperança Ilumina Nosso Caminho, em tradução livre), começará na próxima semana e levará a chama recebida da Grécia por todo o arquipélago.

Contudo, organizadores das olimpíadas tiveram que reduzir significativamente o tamanho da cerimônia para receber a chama na Base de Matsushima da Força Aérea de Autodefesa do Japão em Miyagi, uma das províncias devastadas pelo massivo terremoto e tsunami há 9 anos.

O evento, realizado em condições tumultuosas, teve a participação de um número limitado de pessoas, incluindo o presidente do comitê organizador de Tóquio, Yoshiro Mori, e dois atletas ganhadores de três medalhas de ouro, o judoca Tadahiro Nomura e a lutadora Saori Yoshida.

Era para eles terem sido parte de uma delegação de alto nível enviada para receber a chama em Atenas, na Grécia, um dia antes, mas o plano foi abortado porque o vírus está se espalhando rapidamente por toda a Europa.

“Finalmente está começando. Agora é uma época de muitas dificuldades, mas espero que o revezamento de tocha possa levar alegria e esperança a todos”, disse Yoshida, que com Nomura, receberam a chama em uma lanterna e acenderam o caldeirão olímpico na base aérea.

Devido a precauções com o coronavírus, muitas festividades para os jogos foram afetadas desde 12 de março quando um evento para acender a chama foi realizado na Grécia como programado, embora sem a presença de espectadores.

Após a chegada da chama que veio a bordo de um avião fretado chamado “Tokyo 2020 Go” a equipe de acrobacia da força aérea, a Blue Impulse, desenhou os cinco anéis olímpicos no céu com fumaça colorida.

Enquanto admite a atual situação difícil decorrente da propagação do vírus, o Comitê Olímpico Internacional e oficiais japoneses insistem que os jogos começarão como planejado em 24 de julho.

Entretanto, mais vozes foram levantadas nos últimos dias sobre o cancelamento da abertura das Olimpíadas, as quais serão seguidas pelas Paralimpíadas em 25 de agosto, considerando uma série de suspensões de qualificadores e preocupações com o risco de saúde dos atletas.

O COI disse no início desta semana que somente 57% dos atletas haviam sido qualificados para os Jogos de Tóquio.

Uma pesquisa da agência Kyodo de notícias divulgou na segunda-feira (16) que 69.9% das pessoas no Japão não esperam que os jogos sejam realizados como programados em meio ao surto global do vírus.

Chama olímpica2

Após a cerimônia de chegada, a que o comitê organizador de Tóquio chama de “Flame of Recovery” (Chama da Recuperação, em tradução livre) será colocada em exibição em Miyagi, Iwate e Fukushima, as províncias mais afetadas pelo desastre de 11 de março de 2011, por dois dias antes do início di revezamento de tocha que terá duração de 121 dias.

O revezamento de tocha, ostentando o tema da icônica sakura do Japão, iniciará na quinta-feira (26) no centro de treinamento de futebol J-Village na província de Fukushima, que serviu como base de operações de linha de frente para combater o desastre nuclear.

Mas também por causa do coronavírus, a cerimônia para a partida da tocha será realizada a portas fechadas.

Enquanto solicita que as pessoas evitem assistir ao revezamento de tocha nas ruas em grandes grupos, o comitê organizador japonês disse que as cerimônias que marcam o início e fim de cada dia do revezamento serão realizadas sem espectadores até pelo menos 1º de abril.
Fonte: Portal Mie com Mainichi

Muitos festivais de sakura cancelados em meio ao surto de coronavírus

Tradicionais celebrações de primavera em Tóquio e Osaka não seguirão adiante como planejado em abril

Nakameguro tokyo
Grandes festivais de flores de cerejeira no Japão foram cancelados devido ao surto de coronavírus, em uma crescente lista de eventos que não vão mais ser realizados enquanto a infecção se espalha globalmente.

As tradicionais celebrações de primavera em Tóquio e Osaka, que atraem milhões de pessoas que querem ver os brancos e rosas das flores, não seguirão adiante como planejado em abril.

“Sentimos muito por aqueles que estavam ansiosos para ver as flores, mas pedimos a compreensão de todos”, disse a Japan Mint em Osaka na sexta-feira (28).

Outros eventos de flores de cerejeira – antecipados fervorosamente por residentes e turistas – provavelmente seguirão a tendência, de acordo com a mídia local.

Organizadores do Festival de Flores de Cerejeira de Nakameguro de Tóquio disseram que as pessoas ainda poderiam apreciar as árvores em floração ao longo de estradas públicas.

Árvores em Tóquio estarão no auge da floração em breve, com muitas pessoas tipicamente debandando para parques a fim de apreciar tal beleza.

Os cancelamentos ocorrem enquanto as autoridades intensificaram esforços para combater o surto de coronavírus no Japão.
Fonte: Portal Mie com Japan Today

Wi-fi gratuita estará disponível em várias linhas de trem-bala

As pessoas poderão usar os serviços se elas registrarem seus emails ou outras contas, como aquelas do Twitter ou Facebook

shinkansen tokaido
Serviços com conexão wi-fi gratuita estarão disponíveis em todos os trens-bala das linhas Tokaido, Sanyo e Kyushu em 30 de março, disseram as operadoras em 21 de fevereiro.

O anúncio foi feito pela Central Japan Railway (JR Tokai), West Japan Railway (JR West) e a Kyushu Railway (JR Kyushu).

As operadoras de trem vinham introduzindo serviços wi-fi em seus trens-balas em estágios.

As pessoas poderão usar os serviços se elas registrarem seus emails ou outras contas, como aquelas do Twitter ou Facebook.

Enquanto isso, a JR Tokai disse que encerrará em 13 de março os serviços de notícias que ela oferece em quadros de anúncios eletrônicos em cada vagão de shinkansen, após decidir que ela havia preparado um ambiente onde passageiros podem verificá-las em seus smartphones ou outros dispositivos.
Fonte: Portal Mie com Jiji

Pacote de viagem Cerejeiras e Alpes Japoneses 2020

cerejeiras e alpes japoneses

Cerejeiras e Alpes Japoneses

Saída: 17 de Abril de 2020
Roteiro: Tóquio 🚍 Nikko 🚍 Kinugawa Onsen 🚍 Aizu 🚍 Fukushima 🚆 Hirosaki 🚍 Aomori 🚆 Hakodate 🚆 Nagano 🚍 Toyama 🚆Tóquio

Itinerário
1º dia – 17/Abr – São Paulo [ – , – , – ]
Apresentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos às 21h00.

2º dia – 18/Abr – São Paulo / Dubai [ – , – , – ]
Embarque com destino a Dubai. Chegada e tempo livre até o embarque no próximo voo.

3º dia – 19/Abr – Dubai / Tóquio [ – , – , – ]
Embarque com destino a Tóquio. Chegada, recepção e traslado ao hotel.

4º dia – 20/Abr – Tóquio [C , – , – ]
Meio dia de passeio com visita ao 1º Observatório da Tokyo Sky Tree, Templo Asakusa Senso e ao Jardim Hamarikyu. Restante do dia livre para atividades independentes.

5º dia – 21/Abr – Tóquio / Nikko / Kinugawa Onsen [C , – , J ]
(As bagagens serão despachadas diretamente ao hotel em Hirosaki).
Partida em ônibus privado com destino a Nikko para visita ao Santuário Toshogu e passeio de barco pelo Rio Kinugawa. Continuação até o hotel em Kinugawa Onsen.

6º dia – 22/Abr – Kinugawa Onsen / Aizu / Fukushima [C , – , – ]
Partida em ônibus privado com destino a Fukushima. No trajeto, parada para colheita de morangos no bairro de Nasu e visita a Ouchi Juku, um vilarejo com casas típicas que servia como rota de abastecimento no Período Edo e onde, até hoje, é possível sentir a atmosfera dos tempos antigos no Japão. Continuação até o Lago Nawashiro para fotos e caminhada pela região de Urabandai. Chegada em Fukushima por volta das 18h.

7º dia – 23/Abr – Fukushima / Matsushima / Hirosaki [C , A , – ]
Partida com destino a Sendai e passeio em barco pela Baia de Matsushima. Continuação em trem-bala desde a estação Sendai até a estação Shin-Aomori. Chegada, traslado ao Parque do Castelo Hirosaki e piquenique com “box lunch” incluído. À noite, poderemos apreciar as cerejeiras iluminadas.

8º dia – 24/Abr – Hirosaki / Lago Towada / Oirase / Aomori [ C , – , J ]
(As bagagens serão despachadas diretamente ao hotel em Hakodate).
Partida com destino a Aomori. Passagem pelo Lago Towada para passeio de barco e caminhada pela Garganta de Oirase. Chegada em Aomori por volta das 17h. Aprecie as águas termais, jantar e festival folclórico no hotel.

9º dia – 25/Abr – Aomori / Hakodate [ C , – , – ]
Traslado até a estação Shin-Aomori para embarque em trem-bala com destino a estação Shin-Hakodate Hokuto. Chegada e passeio pelo Parque Goryoukaku e Jardim Botânico de Hakodate. Por volta das 19h30, subida ao Monte Hakodate para apreciar a linda vista da cidade com todas as suas luzes.

10º dia – 26/Abr – Hakodate / Nagano [ C , – , – ]
(As bagagens serão despachadas diretamente ao hotel em Tóquio).
Pela manhã, passeio ao Mercado de Hakodate. Traslado até a estação Shin-Hakodate Hokuto para embarque em trem-bala com destino a estação Nagano. Chegada e caminhada até o hotel.

11º dia – 27/Abr – Nagano / Toyama [ C , – , – ]
Traslado a estação Ogisawa para início do espetacular passeio pela Rota dos Alpes Japoneses. Utilizaremos transporte local, viajando em ônibus, teleférico (bonde) e funicular para conseguirmos apreciar a incrível paisagem. No trajeto, visita à Represa de Kurobe. Após chegada à estação Tateyama, traslado ao hotel em Toyama.

12º dia – 28/Abr – Toyama / Tonami / Tóquio [ C , – , – ]
Passeio pelo Parque de Tulipas Tonami e Mercado de peixes e frutos do mar “KittoKito”. Traslado até a estação Takaoka para embarque em trem-bala com destino a Tóquio. Chegada e traslado ao hotel.

13º dia – 29/Abr – Tóquio / Hitachinaka / Tóquio [ C , – , – ]
Dia inteiro de passeio no Parque das Flores Hitachinaka e Ashikaga.

14º dia – 30/Abr – Tóquio [ C , – , – ]
Dia livre para atividades independentes.

15º dia – 01/Mai – Tóquio / Dubai [ C , – , – ]
Dia livre para atividades independentes. Traslado ao aeroporto para embarque com destino a Dubai.

16º dia – 02/Mai – Dubai / São Paulo [ – , – , – ]
Chegada em Dubai e reembarque, em conexão, com destino a São Paulo. Chegada e fim dos serviços.

Observações:

  • Caso algum museu ou outro local turístico esteja fechado por motivos de força maior, os passeios poderão ser substituídos por outras atividades ou visitas a outros locais.
  • Todos os preços e condições estão sujeitos a alterações sem prévio aviso e os lugares estão sujeitos à disponibilidade no momento da reserva.

    Documentos necessários para portadores de passaporte brasileiro::
    Passaporte com validade mínima de 6 meses a contar a partir da data de retorno ao Brasil.

    Japão
    É necessário visto de turismo.

* A qualquer momento e sem prévio aviso podem ocorrer alterações na documentação exigida para a entrada de cada país.
* Ressaltamos que é de exclusiva responsabilidade do passageiro e/ou agência, a obtenção de toda a documentação exigida para essa viagem.
* Para passageiros portadores de passaporte de outras nacionalidades, favor consultar os órgãos competentes.

Pacote Inclui

  • Passagem aérea em classe econômica, com Emirates Airlines – rota São Paulo / Dubai / Tóquio / Dubai / São Paulo.
  • Hospedagem nos hotéis mencionados ou similares.
  • Refeições conforme descritas no programa, sem bebidas. (Legenda: C-Café da manhã, A-Almoço e J-Jantar)
  • Traslados e passeios conforme descritos no programa (exceto para os passeios opcionais).
  • Serviços com guia local falando espanhol ou português.
  • Acompanhante Investur saindo do Brasil falando português (mínimo de 20 passageiros).
  • Passe de trem de 7 dias, tipo comum (válido para participantes que possuam visto japonês de turismo e para os portadores de passaporte japonês com RNE que comprove residência por mais de 10 anos.
  • Para os demais participantes, favor nos consultar sobre o valor adicional).
  • Envio de bagagem (máximo de 2 peças por pessoa) no 5º dia (de Tóquio a Hirosaki), no 8º dia (de Hirosaki a Hakodate) e no 10º dia (de Hakodate a Tóquio).
  • Seguro de Viagem para 16 dias (Válido para passageiros com até 75 anos. Acima dessa idade, haverá adicional e/ou redução da cobertura).

Pacote Não Inclui

  • Taxas aeroportuárias.
  • Gorjetas para guias, motorista e maleteiros dos hotéis.
  • Despesas com vistos e documentações.
  • Quaisquer despesas extras, não indicadas no programa.

Saída 17 de abril de 2020
Mínimo de 20 participantes

Em acomodação dupla

Em acomodação tripla Em acomodação single

US$ 8.690
Por pessoa
(Aéreo + Terrestre)

US$ 8.590
Por pessoa
(Aéreo + Terrestre)

US$ 9.580
Por pessoa
(Aéreo + Terrestre)

** Todos os preços e formas de pagamento expressos neste documento estão sujeitos a alterações sem prévio aviso e os lugares estão sujeitos à disponibilidade no momento da reserva. **

Informações e reservas:
Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl 1103 São Paulo/SP
Tel 11 3101-8193 | E-mail shigoto@shigoto.com.br
Site http://www.shigoto.com.br

O Palácio Imperial de Quioto

O palácio fica no Parque Imperial de Quioto que é um local atrativo no centro da cidade que também abrange o Palácio Imperial Sento e algumas outras poucas atrações

Palácio Imperial de Quioto1
O Palácio Imperial de Quioto (Kyoto Gosho) foi a residência da Família Imperial do Japão até 1868, quando o imperador e a capital foram movidos de Quioto para Tóquio.

O palácio fica no espaçoso Parque Imperial de Quioto (Kyoto Gyoen) que é um local atrativo no centro da cidade que também abrange o Palácio Imperial Sento (Sento Gosho) e algumas outras poucas atrações.

O atual Palácio Imperial foi reconstruído em 1855 após ter sido danificado por incêndio e movido pela cidade várias vezes ao longo dos séculos. O complexo é cercado por longas muralhas e consiste de vários portões, salões e jardins.

Palácio Imperial de Quioto2

As cerimônias de entronização dos imperadores Taisho e Showa ainda eram realizadas no salão principal do palácio. O Palácio Imperial de Tóquio é agora usado para cerimônias de entronização.

Antigamente o palácio era acessível somente com tours guiados que exigiam reservas antecipadas, mas agora os visitantes podem entrar e explorá-lo livremente (embora tours em inglês ainda estejam disponíveis). Os visitantes podem ver as construções e jardins do palácio, mas note que não é possível entrar em nenhuma das construções.

Além do Palácio Imperial e dos recintos do Palácio Sento, alguns outros locais históricos ficam no Parque Imperial de Quioto, incluindo a Mansão Kaninnomiya, antiga residência de nobres da corte que é aberta ao público na quadra sul do parque. Não muito longe fica uma pequena vertente de santuário do famoso Santuário de Itsukushima de Miyajima em uma pequena ilha de um lago.

Palácio Imperial de Quioto3

O parque de 1.300 metros de extensão e 700 metros de largura também serve como espaço recreacional tanto para turistas como residentes, incluindo atrativas trilhas de cascalho, gramados e bosques.

Uma bela cerejeira-chorão fica ao lado do Lago Konoe na quadra noroeste do parque e geralmente está no auge da floração por duas ou três semanas do fim de março a meados de abril.

O Palácio Imperial de Quioto fica a uma curta viagem de metrô a partir da estação de Quioto ao longo da linha Karasuma. Desça na estação de Marutamachi ou Imadeagawa. Note que a estação de Imadegawa é mais próxima do portão de entrada do Palácio Imperial do que a de Marutamachi.

Palácio Imperial de Quioto (京都御所 Kyoto Gosho)
Horários de funcionamento:
das 9h às 17h (abril a agosto)
das 9h às 16h30 (setembro e março)
das 9h às 16h (outubro a fevereiro)
Entrada permitida até 40 minutos antes do fechamento
Fecha as segundas-feiras (ou no dia seguinte se a segunda for feriado), 28 de dezembro a 4 de janeiro e fechamentos ocasionais quando o palácio é usado para a realização de algum evento
Entrada gratuita
Site para informações: sankan.kunaicho
Clique aqui para abrir o mapa e ver a localização
Fonte: Portal Mie

 

Rokko, conheça esse lugar com paisagens incríveis e várias atrações

O Monte Rokko fica em Kobe e em sua área há muitas atrações como observatórios, bondinho, jardim botânico, restaurantes e à noite iluminação especial

Rokko1
O Monte Rokko, de 931 metros, é o pico mais alto na cordilheira de mesmo nome, a qual oferece uma paisagem de fundo verde para a cidade de Kobe, na província de Hyogo.

Vistas panorâmicas da extremamente urbanizada região Hanshin (Kobe e Osaka) podem ser apreciadas da montanha e são particularmente espetaculares quando o sol se põe.

Várias pequenas atrações turísticas podem ser encontradas no Monte Rokko, incluindo um jardim botânico, um museu de caixas musicais, um pasto com flores e ovelhas, o primeiro campo de golfe do Japão, o Rokko Cable Car e o Rokko Garden Terrace, um complexo turístico com alguns restaurantes, lojas e plataformas de observação.

Rokko2

O Rokko Cable Car tem uma longa história que remonta ao ano 1932 e destaca um sistema de dois vagões raramente visto no mundo.

Esse passeio é recomendado para apreciar as flores da temporada. Ele faz o percurso entre duas estações, a Rokko Sanjo e a Rokko Cable Shita.

Na área da estação de Sanjo do Rokko Cable Car está o Observatório Tenran, o qual oferece uma paisagem panorâmica chamada de “a vista de 10 milhões de dólares” à noite com iluminação.

Rokko3

Para dar um toque especial, dê uma passadinha no Tenran Café ao lado, que oferece comida no estilo ocidental.

Já a área do Rokko Garden Terrace é a mais visitada por causa de suas lojas e restaurantes e a pequena vila onde ele fica é iluminada à noite, dando um toque todo especial.

Nesse local está também o Rokko Shidare Observatory, um local único que não oferece apenas vistas espetaculares, mas também um lugar para vivenciar a energia natural e beleza do Monte Rokko.

Rokko4

A característica principal desse observatório é um domo entrelaçado de 16 metros de diâmetro que fornece abrigo parcial contra as condições climáticas. À noite ele também é iluminado e a paisagem se transforma completamente.

LEDs de última geração são usadas para expressar em luzes as quatro estações no Monte Rokko.

A iluminação em Rokko tem base no tema The Pillow Book e é realizada durante todo o ano para capturar cada estação. O tema atual é “pôr do sol de outono” e no fm do ano será “manhã de início de inverno”.

Um ônibus circular conecta as várias atrações no Monte Rokko sendo que os principais pontos de parada são o Rokko Cable Car (que vai para a central de Kobe) e o Rokko Arima Ropeway (que vai para o Arima Onsen).

Rokko5

Monte Rokko (六甲山 Rokko-san)
Para saber detalhes de todas as atrações (mapa, horários, outros) clique aqui.

Localização no Monte Rokko, clique aqui.
Fonte: Portal Mie

O esplendor das Cataratas de Kegon

A área das Cataratas de Kegon, em Nikko, província de Tochigi, é um destino turístico muito visitado

kegon falls
Os muitos dias de chuva podem deixar o ambiente menos propício para sair de casa, mas os visitantes que estão indo desfrutar da beleza da famosa Catarata de Kegon em Nikko estão muito satisfeitos.

O esplendor e poder da catarata de 97 metros de altura estão ainda mais impressionantes, com a quantidade de água sendo liberada nas cataratas aumentada em relação à semana passada.

O escritório de engenharia civil da cidade de Nikko, na província de Tochigi, aumentou o volume de água que derrama do topo de 1.5 para 2.5 toneladas por segundo, com início em 12 de julho.

Como o nível do Lago Chuzenji (Chuzenji-ko), que alimenta a catarata, se recuperou para aquele de um ano normal, o escritório planeja continuar o espetáculo até o fim de agosto.

Essa é a primeira vez que o escritório aumenta a quantidade de água que derrama da Catarata de Kegon desde agosto de 2018, quando os tufões 19 e 20 passaram pelo arquipélago japonês trazendo muita chuva.

Neste ano, a quantidade de água de chuva continuou baixa até maio, levando o escritório a manter o volume a 1.3 tonelada por segundo.

O escritório aumentou o volume para 1.5 tonelada por segundo no mês de junho em meio a um longo clima chuvoso.

Clique aqui para ver a localização da Catarata de Kegon.
Fonte: Portal Mie com Asahi

Shirakawa-go: o charme e a beleza de uma vila perdida no tempo

Localizada em uma região montanhosa ao noroeste da província de Gifu a vila ficou isolada por um longo período de tempo

Shirakawa-go1
A histórica vila de Shirakawa encanta os visitantes que têm a sensação de estar passeando pelo Japão rural de séculos atrás.

Localizada em uma região montanhosa ao noroeste da província de Gifu e isolada por um longo período de tempo, a vila de Shirakawa e suas casas com telhados de palha, conservou a sua força através do cultivo de amoreiras e criação de bichos da seda.

Shirakawa-go2

Apesar das perturbações econômicas, as vilas de Ogimachi, Ainokura e Suganuma são exemplos notáveis de um modo de vida tradicional perfeitamente adaptadas ao ambiente e às circunstâncias sociais e econômicas das pessoas.

Ogimachi é a maior vila de Shirakawa-go e a principal atração do local.

Declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1995, a vila é o lar de dezenas de casas no estilo gassho-zukuri (que lembram as mãos dos monges quando se juntam para fazer uma oração).

Algumas delas têm mais de 250 anos.

Shirakawa-go3

As palhas dos telhados das casas são trocadas a cada 5 anos e todas são praticamente viradas para o mesmo lado, minimizando assim os efeitos do vento que sopra dos vales, ficando mais quentes no inverno e mais frescas no verão.

O estilo arquitetônico desenvolvido ao longo de muitas gerações é projetado para suportar as grandes quantidades de neve que caem na região durante o inverno.

Muitas das casas são agora restaurantes, museus ou minshukus. Um certo número de casas das aldeias vizinhas foi transferido para um museu ao ar livre em frente ao rio do centro da vila, em um esforço para salvá-las da destruição.

Pontes suspensas, rios, casas com telhado íngreme de palha e arrozais. A vila do século XVII mantém seu charme intacto, como se os visitantes estivessem passeando pelo Japão rural de séculos atrás.

Shirakawa-go4

Outras atrações na principal vila de Shirakawa:
Shiroyama Viewpoint (Ponto de observação)
Acesso através de uma trilha (fechada em caso de neve) de 15 a 20 minutos a pé ou ônibus especial que para em frente ao centro de informações turísticas da vila.

Gassho-zukuri Minkaen (Museu a céu aberto)
das 8h40 às 17h (600 ienes)

Wada-ke House, Kanda-ke House e Nagase-ke House
das 9h às 17h (300 ienes)

Temple Myozen and House
das 8h30 às 17h (300 ienes)

Shirakawa-go
Site: ml.shirakawa-go.org
Entrada gratuita
Há estacionamento pago
Clique aqui para ver a localização de Shirakawa-go
Fonte: Portal Mie

Inauguração do aeroporto de Shimojishima, a bola da vez em Okinawa pela sua beleza

A ponte aérea para a ilha dos corais é possível com a inauguração do Aeroporto Miyako Shimojishima, em Okinawa, no sábado

miyako shimojishima airport1
No sábado (30) ocorreu o corte de fitas do Aeroporto Miyako Shimojishima, o paraíso dos corais na Ilha Miyako ou Miyakojima (Okinawa).

Essa pista já existia, sendo a mais longa das ilhas do sul do país, pertencente a Mitsubishi, mas não operava como transporte de passageiros por falta de um terminal.

Assim, em parceria com a LCC-Low Cost Carrier Jetstar, foi inaugurada uma instalação para terminal de passageiros, na ilha Shomoji, ao lado da Irabu. E essa é ligada a Miyakojima por uma linda e extensa ponte de 3,54Km, a segunda maior do país e de tráfego gratuito. Em 20 minutos de carro os turistas chegam na ilha principal.

miyako shimojishima airport2

Dela o turista já pode se encantar com o vasto oceano de cor azul cobalto, salpicado das espumas brancas.

Como o turismo para Miyakojima está em alta já foram lançados voos de Narita (Tóquio), diariamente a partir de ¥6.990 o trecho, e de Kansai (Osaka), a partir de julho deste ano. E no verão deverá estrear o de Hong Kong.

Os turistas vão se deparar com o novo aeroporto com design eco-friendly e bem arejado, todo de madeira.

miyako shimojishima airport3

Além do aeroporto novos hotéis e resorts vêm sendo inaugurados por lá. Miyakojima tem sido vista como a bola da vez em Okinawa por suas belezas, tanto das praias de areias finas e brancas como dos parques. Para quem gosta de mergulho é um paraíso.
Fonte: Portal Mie com Sankei, Mitsubishi e Travel Vision

Fuji Shibazakura Festival 2019: carpete rosa com vista do Monte Fuji

O Fuji Shibazakura Festival é realizado todos os anos na província de Yamanashi

Fuji Shibazakura1O Fuji Shibazakura Festival é realizado todos os anos na província de Yamanashi e recebeu mais de 500 mil pessoas em 2018.

A shibazakura (pink moss ou phlox moss em inglês) é uma das flores de primavera mais populares no Japão.

O local do festival fica a cerca de três quilômetros do Lago Motosu (Motosu-ko) dentro da área dos Cinco Lagos de Fuji.

Os visitantes podem desfrutar de um contraste incrível das flores rosa, do céu azul e da montanha.

Fuji Shibazakura2

Cerca de 800 mil shibazakura estão plantadas em uma vasta área de 2.3 hectares no pé do Monte Fuji. Cinco diferentes cores de shibazakura criam carpetes coloridos em vários designs.

Durante o evento também é realizado um festival oferecendo diversas comidas e bebidas locais.

O festival é realizado por um mês e meio a partir de meados de abril, contudo, a época recomendada para visualização é a partir do início de maio.

Fuji Shibazakura3Shibazakura Festival (富士芝桜まつり)
Data: 13 de abril a 26 de maio de 2019
Observação: apesar do festival ter início no dia 13 de abril pode ser que as flores não estejam abertas completamente. Acompanhe as atualizações no site oficial.
Horário: das 8h às 17h
(as datas e horários podem sofrer alterações dependendo da floração)
Entrada: Adultos ¥ 600 / Crianças: ¥ 250
Estacionamento: ¥ 500 (cerca de 1.000 vagas)
Site para informações: shibazakura.jp
Localização do Shibazakura Festival, clique aqui.
Fonte: Portal Mie